sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Golpistas prendem Battisti para entregá-lo aos fascistas italianos

A Polícia Rodoviária Federal juntamente com a Polícia Federal fizeram uma arapuca e prenderam Cesare Battisti, ex-militante de uma organização comunista,  perseguido pelo governo imperialista e os fascistas italianos, que havia conseguido exílio no Brasil, por meio de decisão do ex-presidente Lula.

A "acusação" é de evasão de divisas, pois Battisti trazia consigo alguns dólares e euros.

Com o golpe militar em marcha no Brasil e as articulações na surdina entre o governo imperialista italiano e os golpistas brasileiros, com certeza, Battisti percebeu que estava correndo risco de vida e tentou fugir para a Bolívia (deve ter percebido que estava sendo monitorado pela polícia), mas infelizmente foi preso na fronteira, na cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul.

A vida de Battisti corre sério risco, pois já tivemos um triste precedente, quando o Supremo Tribunal  entregou Olga Benário aos nazistas.

Além disso, o Poder Judiciário e o Ministério Público participaram de todos os golpes de estado no Brasil, tendo convivido harmonicamente com os militares, durante os 25 anos que durou a ditadura.

Também colocaram em prática a Operação Lava Jato que foi concebida pela CIA e pelo imperialismo norte-americano para derrubar o governo do PT, atacar a CUT e os sindicatos e impor a recolonização e escravidão do Brasil, usando o Poder Judiciário e o Ministério Público, com juízes, procuradores e promotores tendo atuação política, ao arrepio de suas Leis Orgânicas que vedam a participação política, com atuação midiática da Polícia Federal em conluio com o monopólio da imprensa burguesa.

Ainda, a exemplo do que fazem os Estados Unidos, o Poder Judiciário tem usado abertamente a tortura, como em Guantánamo, com a utilização das “prisões cautelares” (“temporárias” e “preventivas”)  sem culpa formada, isto é, sem acusação nenhuma, sem o devido processo legal.

Agora o Supremo Tribunal Federal aplaina o caminho para golpe militar, tendo passando a aplicar a lei penal de forma retroativa, o que é puro fascismo (ainda que seja em matéria eleitoral), sem falar que anteriormente acabara com o princípio da presunção de inocência, praticamente rasgando a Constituição Federal.

Assim, é fundamental a luta pela liberdade imediata de Cesare Battisti, sendo fundamental que o movimento operário e popular não só brasileiro, como internacional, façam uma campanha mundial por sua liberdade e contra o golpe militar no Brasil, porque este caminha para o fascismo com o fim das liberdades democráticas e dos direitos civis, com a proscrição dos partidos políticos, das centrais sindicais, dos sindicatos e dos movimentos sociais e populares, ou seja, uma guerra civil contra a população pobre, negra e oprimida das cidades e do campo, assim como contra os diversos povos indígenas brasileiros, visando a recolonização e escravidão brutal.

- Fora todos os golpistas!
- Abaixo o golpe militar!
- Pelas Liberdades democráticas!
- Liberdade para Cesare Battisti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário